A A A

1 Dia | Pascoaes: Existir não é pensar, é ser lembrado.

Teixeira de Pascoaes Casa de Pascoaes Casa de Pascoaes Casa de Pascoaes Igreja de São João Baptista de Gatão Igreja de São João Baptista de Gatão Centro Histórico de Amarante Restaurante Pobre Tolo Museu Amadeo de Souza-Cardoso Café Bar S. Gonçalo

Uma viagem à vida e obra do conceituado escritor Teixeira de Pascoaes (1877-1952), que inclui a visita, em Amarante, à Casa de Pascoaes, à Igreja de Gatão, ao Museu Amadeo de Souza-Cardoso e ao Café Bar S. Gonçalo.

Mentor do saudosismo, Teixeira de Pascoaes via no sentimento da saudade a possibilidade de ressuscitar a pátria e dar-lhe um nobre destino”.

A obra de Pascoaes, na qual se destacam títulos como Senhora da Noite (1909), Marânus (1911) ou Regresso ao Paraíso (1912), está, segundo diversos investigadores, ao nível da de Fernando Pessoa (1888-1935), com evidentes influências mútuas.

Acompanhe aqui uma das reportagens televisivas efetuadas à Casa de Pascoaes, no âmbito do III Congresso Internacional dedicado a Teixeira de Pascoaes, que decorreu de 27 a 31 de março de 2017, em Amarante.


Conheça outras propostas aqui.

Programa da Visita

MANHÃEncontro em hora e local a definir
Casa de Pascoaes

No horizonte da serra do Marão, em plena comunhão com o rio Tâmega, a Casa de Pascoaes dispõe de um museu que guarda parte do espólio do poeta. É um solar do século XVII, com uma pequena parte do século XVI, que pertenceu ao seu avô paterno, médico da casa real.

Igreja de São João Baptista de Gatão
A Igreja de Gatão, integrada na Rota do Românico, é um monumento que assinala um arco cronológico de construção entre os séculos XIII e XIV, apresentando-se como uma edificação onde se cruzam elementos românicos, nomeadamente o conjunto de pintura mural dos séculos XV e XVI patente na capela-mor e nave.

No cemitério em frente à Igreja, encontramos o jazigo de Teixeira de Pascoaes, numa campa rasa onde se inscrevem dois versos que ele propositadamente escreveu para ali figurarem: "Apagado de tanta luz que deu / Frio de tanto calor que derramou".

Almoço no restaurante Pobre Tolo
A obra O Pobre Tolo (1923), de Teixeira de Pascoaes, emprestou o nome a esta unidade de restauração, reconhecida com o Selo de Qualidade da Rota do Românico.

TARDEMuseu Amadeo de Souza-Cardoso
Parta à descoberta de um dos maiores pintores modernistas portugueses. Amadeo de Souza-Cardoso destaca-se entre todos eles pela qualidade excecional da sua obra e pelo diálogo que estabeleceu com as vanguardas históricas do início do século XX.

Fundado em 1947, este Museu guarda um vasto espólio respeitante à história local e a escritores e artistas amarantinos como António Carneiro, Acácio Lino, António Cândido, Teixeira de Pascoaes, Agustina Bessa-Luís, entre outros.

Momento literário no Café Bar S. Gonçalo
Este era um dos locais de eleição de Pascoaes para a escrita. Cliente assíduo, de tal forma que os empregados já
sabiam quando deviam ou não dirigir-lhe a palavra. ”Quando ele entrava no café com a boina na cabeça, já sabiam que vinha maldisposto e não queria que falassem com ele”.

 

Preço por pessoa:
49,00€
IVA incluído
Crianças até aos 10 anos: 50% de desconto

O preço inclui a entrada e visita guiada aos locais indicados, almoço regional e seguro de acidentes pessoais.

Transporte não incluído.

Número mínimo-máximo de participantes: 4-20.

Programa-tipo ajustável e sujeito a disponibilidade e reconfirmação de preço.

Data de realização: todo o ano.

Informações
Sentir Património
T +351 968 955 236
sentirpatrimonio@gmail.com
 
Rota do Românico
T +351 255 810 706 | 918 116 488
visitasrr@valsousa.pt