Ouvir
A A A
Exposição "Livres e Iguais"

CIR: Exposição "Direitos Humanos"

De 08-03-2019 a 09-05-2019

Lousada - Feiras / Exposições

A exposição “Direitos Humanos para Todos e em Toda a Parte” está patente no Centro de Interpretação do Românico (CIR), em Lousada, até 9 de maio, Dia da Europa.

A inauguração, com visita guiada à exposição, ocorreu a 8 de março, Dia Internacional da Mulher, e contou com a presença, entre outros, de Humberto Brito, presidente da VALSOUSA/Rota do Românico, de Pedro Machado, presidente da Câmara Municipal de Lousada, de Armanda Gonçalves, juíza presidente do Tribunal Judicial da Comarca de Porto Este, e Carlos Sousa Mendes, secretário-geral do Ministério da Justiça.

"Falar de direitos humanos na Idade Média e, especialmente, na época românica não é fácil atendendo aos condicionalismos de então, como o teocentrismo (Deus centro do Mundo, logo o fundamento de toda a ordem), a rigidez da estrutura social e as relações de servidão existentes (feudalismo). Há quem considere que este foi um tempo em que tivemos um “eclipse” na prática de cidadania. Contudo, existiram momentos de humanismo, de liberdade, de comunhão entre povos aparentemente desavindos, e que hoje em dia somos herdeiros."

Este é o mote da exposição no CIR, organizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Justiça, no âmbito das comemorações, sob o lema "Livres e Iguais", dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) e dos 40 anos da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos (CEDH).

Entre os diversos documentos expostos, destacam-se a carta de ratificação da adesão de Portugal à CEDH, assinada pelo Presidente da República, António Ramalho Eanes, em 9 de novembro de 1978, bem como discursos e fotografias do então Ministro dos Negócios Estrangeiros, José Medeiros Ferreira, relacionados com a adesão do nosso País à CEDH, a par de obras e testemunhos sobre a defesa e divulgação em Portugal dos Direitos Humanos pela Liga Portuguesa dos Direitos Humanos e pela Ordem dos Advogados.

Muitos dos princípios contidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos encontram-se ilustrados e documentados, nesta exposição, em registos de oito fotógrafos portugueses: Inês Subtil, Nuno Antunes, José Sarmento Matos, Adriana Morais, Mário Cruz, Rodrigo Bettencourt, Cláudia Teixeira e Pauliana V. Pimentel.

A organização da exposição “Direitos Humanos para Todos e em Toda a Parte” conta com o apoio do Tribunal Judicial da Comarca do Porto Este, da Câmara Municipal de Lousada e da Rota do Românico.

O Centro de Interpretação do Românico, na vila de Lousada, que acolhe a exposição durante dois meses, encontra-se aberto de terça-feira a domingo, entre as 10 e as 18 horas.

Local:

Centro de Interpretação do Românico, Praça das Pocinhas, 107, Lousada.

Anexos:
  • Exposição_CARTAZ

     (jpg, 158 Kb)

    Download