Ver do Bago nos Santos - Rota do Românico
MARCAR VISITA

Ver do Bago nos Santos

De 30-09-2021 a 30-01-2022

Penafiel - Exposições


Igreja de Santo António dos Capuchos

Largo de Santo António dos Capuchos, Penafiel, Porto

41,20885, -8,284657

+351 255 810 706

+351 918 116 488

visitasrr@valsousa.pt

Horário:

Quinta-feira a domingo: 10h-13h e 14h-18h.
Terça e quarta-feira: mediante marcação prévia (10 pessoas, no mínimo).
Encerrada à segunda-feira e nos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro.

Ver Mapa

Ver do Bago, um Brinde entre Deus e os Homens

A Rota do Românico é a protagonista e coautora desta viagem em que o território é a ideia e a cultura o instrumento, propondo um ciclo de três exposições que celebra a relação material e simbólica entre a vinha e a paisagem cultural e humana dos vales do Sousa, Douro e Tâmega.

Precisamos de beber para viver e de viver para ver, porque precisamos de saber de onde vimos e precisamos de o ver para contá-lo. E, precisamos de ver devagar para encantar e sermos encantados.

De maio de 2021 a meados de 2022, vivemos, deste modo, uma trindade de eventos que nos levam a Ver do Bago, como deve ser: devagar e com todos os cinco sentidos.

Depois de 3.000 pessoas terem “visto do bago nos mosteiros”, em Ancede, Baião; abrimos, agora, a porta da Igreja do antigo convento de Santo António dos Capuchos, em Penafiel, edificada em 1664, para — durante todo o último trimestre de 2021 e entrando pelos primeiros dias de 2022, sempre com entrada gratuita — continuar uma experiência imersiva que nos mostra como estão interligados a vinha, o vinho, o território, o divino e as pessoas.

Esta exposição Ver do Bago nos Santos propõe-nos uma viagem pelas manifestações culturais e artísticas do culto aos Santos do ciclo do vinho para compreendermos de que forma a sua produção e consumo estão relacionados com a identidade e as celebrações deste território (ver vídeo).

Em Penafiel, poderemos experimentar, dentre outros, uma instalação criada a partir da projeção de vídeo sobre um cubo de múltiplas telas, num espaço que pode ser percorrido por cada um de nós, para que possamos testar a Regra de São Bento: “Serão verdadeiramente monges se viverem do trabalho de suas mãos”, sentindo como a vida monástica assentou sobre duas coordenadas essenciais — Ora et Labora, até hoje bem presentes nas nossas mentes.

Um jovem e imberbe São Vicente, patrono dos vinhateiros, segura um precioso cacho de uvas junto ao coração; São Tiago a pintar, com o santo braço que aqui trazemos, o “Bago” que se torna vinho; São Martinho, pelas mãos dos Mestres de Ferreirim, a habitar a entrada da nave dos Capuchos; uma instalação vídeo que mergulha num cubo para nos mostrar como os Monges “oram e laboram”, cuidando da alma, metem bem as mãos na massa terrena; o encantado e encantador olhar fotográfico de Domingos Alvão sobre os instrumentos e momentos que fazem o vinho ser vinho.

O culto aos Santos próprios de cada período do ciclo da vitivinicultura está não apenas consagrado na liturgia, mas também enraizado nos costumes, rituais e festividades da região. São particularmente relevantes as figuras de São Vicente, a quem se recorria na época das podas e enxertias, São Tiago, que “pinta o bago” durante o amadurecimento das uvas, e, finalmente, São Martinho, celebrado em novembro, por alturas do vinho novo.


Exposição: Ver do Bago nos Santos.

Promotor: Rota do Românico.

Local: Igreja de Santo António dos Capuchos, Penafiel.

GPS: 41°12'31.7"N 8°17'04.7"O

Entrada: Gratuita.

Vídeo: Ver aqui.

Visita guiada (mín-máx): 05-15 participantes (marcação)

Parcerias: Diocese do Porto, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, Direção Regional de Cultura do Norte, Turismo do Porto e Norte de Portugal, Confraria do Vinho Verde, Fundación Santa María la Real del Patrimonio Histórico e TRANSROMANICA.

Cofinanciamento: Operação O Vinho, a Arte e os Homens, cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Ficha técnica: Completa.

Programa turístico: 2 dias.

Onde comer: Ver aqui.

O que ver e fazer: Ver aqui.

Onde dormir: Ver aqui.

Ver Mais Eventos