Igreja do Salvador de Cabeça Santa - Rota do Românico
MARCAR VISITA

A Igreja de Cabeça Santa data da primeira metade do século XIII e constitui um excelente documento para a compreensão da arquitetura românica portuguesa.

A constante deslocação de artistas [canteiros, escultores, carpinteiros] durante a Época Medieval promoveu a repetição de modelos construtivos e ornamentais em diversos territórios.

Os portais e a escultura dos capitéis de Cabeça Santa são muito semelhantes aos da Igreja de São Martinho de Cedofeita, no Porto, que, por sua vez, possui uma decoração muito próxima à da construção românica da Sé portuense e à do românico da região de Coimbra.

O portal principal apresenta um tímpano com cabeças de bovídeos destinadas a proteger, simbolicamente, a entrada da Igreja.

Pela sua originalidade, destaca-se a representação de um saltimbanco [acrobata] no portal sul.

O conjunto artístico da Capela de Nossa Senhora do Rosário, da Época Moderna [séculos XVII-XVIII], merece especial atenção.

No exterior da Igreja permanecem ainda três sepulturas escavadas na rocha e três túmulos medievais.


Tipologia: Igreja

Classificação: Monumento Nacional – 1927

Percurso: Vale do Tâmega

Séc. X-XI – Edificação original (desaparecida);

Séc. XIII – Edificação da Igreja românica;

Sécs. XVI-XVII – Construção da capela lateral, com decoração azulejar e retábulo de talha;

Sécs. XVII-XVIII – Construção da torre sineira;

1937 – Obras de restauro promovidas pela DGEMN - Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, que incluíram: apeamento completo de paredes exteriores e posterior reconstrução, entaipamento de rasgos com silharia, restauração de duas frestas com cantaria apicoada;

1938 – Limpeza e obras de reconstrução na cobertura, tomada de juntas das paredes, assentamento do lajeado de cantaria;

1939 – Conclusão do restauro: limpeza de cantaria, fechamento de juntas, reconstrução de frestas, porta, armação do telhado, cobertura e apeamento do altar;

1940 – Obras diversas na cobertura, portas e lajeamento na capela-mor;

1942 – Obras de restauro que incluíram: arranjo geral da sacristia, do arco da capela lateral e colocação da grade seiscentista e transferência do altar-mor para São Vicente de Irivo;

1950 – Obras de restauro: assentamento do soalho nos dois corpos laterais da igreja, reparações nas caixas de ar, obras de restauro na capela lateral, sacristia e fachadas, deslocação da torre sineira, instalação elétrica e arranjo geral do adro;

1951 – Modificação do sistema elétrico e obras na cobertura;

1966 – Mudança do altar-mor;

1973 – Trabalhos de conservação nos telhados, portas, caixilhos de janelas e instalação elétrica sonora;

1985 – Reparações na cobertura;

1998 – Integração da Igreja do Salvador de Cabeça Santa na Rota do Românico do Vale do Sousa;

2003-2004 – Obras de conservação e valorização do imóvel, no âmbito do projeto da Rota do Românico do Vale do Sousa: revisão geral das coberturas, beneficiação geral dos vãos exteriores, remate das juntas exteriores, lavagem dos paramentos, remoção do pavimento do adro e colocação de novo, com trabalhos arqueológicos preliminares e de acompanhamento, recolocação do lajeado nos exteriores do monumento e da casa paroquial, construção de apoios para os túmulos e beneficiação geral da torre sineira;

2013-2014 – Conservação geral da Igreja ao nível das coberturas, paramentos e vãos, e conceção de novo mobiliário para o espaço de celebração, no âmbito da Rota do Românico.

Divino Salvador – 1.º domingo de agosto

Por marcação

Sábado - 18h30; domingo - 08h00

Monumento acessível, total ou parcialmente, a visitantes com mobilidade reduzida.

+351 255 810 706

+351 918 116 488

visitasrr@valsousa.pt

Como chegar:

41,131979, -8,280082

Largo Padre Carlos Pereira Soares, Cabeça Santa, Penafiel, Porto

Se vem do Norte de Portugal através da A28 (Porto), da A3 (Porto), da A24 (Chaves/Viseu), da A7 (Póvoa de Varzim) ou da A11 (Esposende/Marco de Canaveses) siga na direção da A4 (Bragança/Matosinhos) e saia para Entre-os-Rios/Penafiel Sul. Vire à esquerda para Penafiel e depois siga para Entre-os-Rios/Castelo de Paiva, pela N106, até encontrar a seta identificadora da Igreja de Cabeça Santa.

A partir do Porto opte pela A4 (Vila Real). Saia em Entre-os-Rios/Penafiel Sul, siga na direção de Penafiel e depois na Entre-os-Rios/Castelo de Paiva.

Se vem do Centro ou Sul de Portugal pela A1 (Porto) ou pela A29 (V.N. Gaia) opte pela A41 CREP. Escolha depois a A4 (Vila Real), saia em Entre-os-Rios/Penafiel Sul e vire à esquerda para Penafiel. Siga na direção de Entre-os-Rios/Castelo de Paiva até à Igreja de Cabeça Santa.

Se já se encontra na cidade de Penafiel, tome a direção de Entre-os-Rios/Castelo de Paiva, pelas estradas N15 e N106, até encontrar a indicação da Igreja de Cabeça Santa.