Igreja de São Gens de Boelhe - Rota do Românico
MARCAR VISITA

A Igreja de São Gens de Boelhe, edificada entre os meados e o final do século XIII, constitui um dos mais belos exemplares da arte românica do Tâmega e Sousa.

As paredes desta Igreja destacam-se pela sua qualidade construtiva, sendo visível um conjunto de siglas geométricas e alfabéticas, que representarão a assinatura do canteiro [pedreiro].

O portal principal apresenta semelhanças com os portais das Igrejas de São Vicente de Sousa, do Salvador de Unhão e de Santa Maria de Airães, localizadas em Felgueiras.

Os capitéis do portal, com palmetas executadas a bisel, e os círculos preenchidos com cruzes, fazem lembrar os primeiros símbolos cristãos.

Na fachada norte, os cachorros apresentam uma assinalável variedade de temas, que vão desde cabeças de touro a homens que transportam pedra.

A tradição atribui a fundação da Igreja de Boelhe ora à filha de D. Sancho I, D. Mafalda, ora à sua avó, a rainha D. Mafalda, mulher de D. Afonso Henriques.

Esta Igreja, tal como hoje se encontra, é o resultado de um profundo restauro, que decorreu entre 1929 e 1948.


Tipologia: Igreja

Classificação: Monumento Nacional – 1927

Percurso: Vale do Tâmega

Séc. XIII – Construção da Igreja;

Sécs. XVII-XVIII – Ampliação da capela-mor;

1928 – Início das obras de restauro;

1930-1932 – Obras de reconstrução dos muros, cornija, modilhões e campanário, remoção de toda a argamassa existente no interior da Igreja, apeamento da torre sineira, reconstituição da capela-mor primitiva, rebaixamento e lajeamento do pavimento da Igreja e da capela;

1935 – Obras de reconstrução: apeamento e mudança da parede testeira da capela-mor para o seu primitivo lugar, reconstituição das frestas da nave, lajeamento da nave e capela-mor, colocação de degraus e patamares no pórtico principal;

1936 – Obras de reconstrução: assentamento de três portas exteriores, armação e cobertura dos telhados;

1950 – Obras de restauro: apeamento de toda a fachada sul, reposição de todos os elementos nos seus lugares primitivos, demolição das paredes que constituíam a ampliação da cabeceira e construção da sua testeira no lugar indicado pelos alicerces, apeamento e reconstrução do campanário, desentaipamento da porta lateral da nave, recalcamento do alicerce, entaipamento de uma porta que existia na fachada norte da capela-mor, reparação do arco triunfal, empena e frestas, construção de frechais de betão armado e nova cobertura, limpeza e tomada de junta, colocação de vitrais, substituição da cruz da fachada principal, assentamento do lajeado na nave e capela-mor colocação do altar-mor em pedra, assentamento de passeio exterior a volta da igreja, colocação de portas novas, mudança do cemitério e arranjo geral do adro;

1971 – Obras de conservação da cobertura e instalação elétrica;

1986 – Obras de conservação e recuperação dos telhados;

1998 – Integração da Igreja de São Gens de Boelhe na Rota do Românico do Vale do Sousa;

2003 – Obras de conservação e valorização geral do imóvel no âmbito do projeto da Rota do Românico do Vale do Sousa, que incluiu acompanhamento arqueológico nas sondagens efetuadas no adro;

2015 – Trabalhos gerais de manutenção da Igreja, no âmbito da Rota do Românico.

São Gens – último domingo de agosto

Por marcação

Monumento não acessível a visitantes com mobilidade reduzida.

+351 255 810 706

+351 918 116 488

visitasrr@valsousa.pt

Como chegar:

41,13497, -8,242522

Largo da Igreja, Boelhe, Penafiel, Porto

Se vem do Norte de Portugal através da A28 (Porto), da A3 (Porto), da A24 (Chaves/Viseu), da A7 (Póvoa de Varzim) ou da A11 (Esposende/Marco de Canaveses) siga na direção da A4 (Bragança/Matosinhos) e saia para Entre-os-Rios/Penafiel Sul. Vire à esquerda para Penafiel e rume na direção de Entre-os-Rios, pela N106. Siga depois para Rans e Peroselo, até encontrar a sinalização da Igreja de Boelhe.

A partir do Porto opte pela A4 (Vila Real). Saia para Entre-os-Rios/Penafiel Sul. Rume a Penafiel e tome depois a direção de Entre-os-Rios, pela N106. Siga depois para Rans e Peroselo.

Se vem do Centro ou Sul de Portugal pela A1 (Porto) ou pela A29 (V.N. Gaia) opte pela A41 CREP. Escolha depois a A4 (Vila Real), saia no nó de Entre-os-Rios/Penafiel Sul e vire para Penafiel. Rume na direção de Entre-os-Rios, saindo depois para Rans e Peroselo.

Se já se encontra na cidade de Penafiel, tome a direção de Entre-os-Rios, saindo depois Rans e Peroselo.